DEUS NÃO É RELIGIÃO OU SEITA, POIS RELIGIÕES E SEITAS SÃO COISAS DOS HOMENS E MULHERES, COMO AS CRENDICES.

E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará. João 8:32 - Santifica-os na tua verdade; a tua palavra é a verdade. João 17:17 - Na verdade, na verdade vos digo que aquele que crê em mim tem a vida eterna. João 6:47 - Porque nada podemos contra a verdade, senão pela verdade. 2 Coríntios 13:8.


O AMOR DE DEUS PARA COM OS SERES HUMANOS, É ABSOLUTAMENTE INCONDICIONAL, POIS OS CRIOU A SUA IMAGEM E SEMELHANÇA EM ESPÍRITO, E NÃO PODE NEGAR-SE A SI PRÓPRIO.


www.palavra10.com, é o maior site de receitas culinárias do mundo. São aproximadamente 1.500.000 receitas culinárias, com fotos dos pratos  (alimentos preparados). Clicando nas fotos você verá as receitas e os modos de preparos, entre outras orientações e divulgações. Neste site você encontra orientações pessoais, que se tornam uma autoajuda necessária para os problemas pessoais diários. Confira tudo.

 COMPARTILHE O SITE www.palavra10.com COM SEUS AMIGOS E PARENTES.


 CRIAÇÃO DA RAÇA HUMANA RACIONAL
Existem dois períodos distintos e importantes na criação da vida humana. 1º Período: Antes da criação do homem racional (pré-história) e 2º Período após a criação do homem racional, este último citado na Bíblia, em Gênesis Capítulo 1º (criação dos espíritos do homem e da mulher), e Gênesis, Capítulo 2º (criação dos corpos do homem e da mulher). É muito grande a falta de entendimento dos Ciêntistas e dos Religiosos, tornado-os radicais.


AJUDE A MANTER ESTE WEBSITE, DEPOSITE QUALQUER QUANTIA NA CONTA POUPANÇA DO BANCO DO BRASIL Nº 35.747-2, AGÊNCIA Nº 0869-9.

 

  

Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
PALAVRA10
O QUE VOCÊ ACHA DESTE SITE?
ÓTIMO
BOM
REGULAR
Ver Resultados

Rating: 2.9/5 (5429 votos)




ONLINE
8





Partilhe esta Página





 

 


ÁGUA SINÔNIMO DE VIDA PARA OS SERES HUMANOS.
ÁGUA SINÔNIMO DE VIDA PARA OS SERES HUMANOS.

ÁGUA SINÔNIMO DE VIDA.

 

No princípio criou Deus o céu e a terra. E a terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo; e o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas. Gênesis 1: 1 e 2. Portanto no princípio a Terra era coberta de água.

17 E durou o dilúvio quarenta dias sobre a terra, e cresceram as águas e levantaram a arca, e ela se elevou sobre a terra. 18 E prevaleceram as águas e cresceram grandemente sobre a terra; e a arca andava sobre as águas. 19 E as águas prevaleceram excessivamente sobre a terra; e todos os altos montes que havia debaixo de todo o céu, foram cobertos. 20 Quinze côvados acima prevaleceram as águas; e os montes foram cobertos. 21 E expirou toda a carne que se movia sobre a terra, tanto de ave como de gado e de feras, e de todo o réptil que se arrasta sobre a terra, e todo o homem. 22 Tudo o que tinha fôlego de espírito de vida em suas narinas, tudo o que havia em terra seca, morreu. 23 Assim foi destruído todo o ser vivente que havia sobre a face da terra, desde o homem até ao animal, até ao réptil, e até à ave dos céus; e foram extintos da terra; e ficou somente Noé, e os que com ele estavam na arca. 24 E prevaleceram as águas sobre a terra cento e cinqüenta dias. Gênesis 7:17 ao 24


ÁGUA 

 

A água é uma substância química composta de hidrogênio e oxigênio, sendo essencial para todas as formas conhecidas de vida na Terra.

É frequente associar a água apenas à sua forma ou estado líquido, mas a substância também possui um estado sólido, o gelo, e um estado gasoso, designado vapor de água.

Embora pequenas quantidades de água pareçam transparentes a olho nu, a água é um composto químico de coloração levemente azulada. Ao contrário da ideia popular, a água possui uma cor intrínseca que se deve ao espectro seletivo de absorção da luz.

A água cobre 71% da superfície da Terra. Na Terra, ela é encontrada principalmente nos oceanos, de acordo com Paulo Carvalho de Noronha. 1,6% encontra-se em aquíferos e 0,001% na atmosfera como vapor, nuvens (formadas de partículas de água sólida e líquida suspensas no ar) e precipitação. Os oceanos detêm 97% da água superficial, geleiras e calotas polares detêm 2,4%, e outros, como rios, lagos e lagoas detêm 0,6% da água do planeta. Uma pequena quantidade da água da Terra está contida dentro de organismos biológicos e de produtos manufaturados.

A água na Terra se move continuamente segundo um ciclo de evaporação e transpiração (evapotranspiração), precipitação e escoamento superficial, geralmente atingindo o mar. A evaporação e a transpiração contribuem para a precipitação sobre a terra.

A água é essencial para os humanos e para as outras formas de vida. Ela age como reguladora de temperatura, diluidora de sólidos e transportadora de nutrientes e resíduos por entre os vários órgãos. Bebemos água para ajudar na diluição e funcionamento normal dos órgãos para em seguida ser eliminada pela urina e por evaporação nos poros, mantendo a temperatura corporal e eliminando resíduos solúveis, como sais e impurezas. As lágrimas são outro exemplo de eliminação de água.

Na indústria ela desempenha o mesmo papel de diluidora, transportadora e resfriadora nos vários processos de manufatura e transformações de insumos básicos em bens comerciais.

O acesso à água potável tem melhorado continuamente e substancialmente nas últimas décadas em quase toda parte do mundo. Existe uma correlação clara entre o acesso à água potável e o PIB per capita de uma região. No entanto, alguns pesquisadores estimaram que em 2025 mais de metade da população mundial sofrerá com a falta de água potável. A água desempenha um papel importante na economia mundial, ja que ela funciona como um solvente para uma grande variedade de substâncias químicas, além de facilitar a refrigeração industrial e o transporte. Cerca de 70% da água doce do mundo é consumida pela agricultura.

Propriedades físicas e químicas

Uma característica incomum da água é a sua dilatação anômala. Ela se contrai com a queda de temperatura, mas a partir de 4°C recomeça a se expandir, voltando a se contrair após sua solidificação. Isso explica porque a água congela primeiro na superfície, pois a água que atinge a temperatura de 0 °C se torna menos densa que a água a 4 °C, consequentemente ficando na superfície. Esse fenômeno também é importante para a manutenção da vida nas águas frias, pois faz com que a água a 4 °C fique no fundo e mantenha mais aquecidas as criaturas que ali vivem junto.

Cerca de dois terços da superfície da Terra está coberta por água. Os cinco oceanos contêm 97,2% da água do planeta. O aglomerado de gelo do Antártico (região mais a sul do globo) contém cerca de 90% de toda a água potável existente no planeta. A água em forma de vapor pode ser vista nas nuvens, contribuindo para o albedo da Terra.

A água possui muitas propriedades incomuns que são críticas para a vida, nomeadamente é um excelente solvente e possui alta tensão superficial (0,07198 N m-1 a 25 °C). A água pura tem sua maior densidade a 3,984°C (999,972 kg/m³) e tem valores de densidade menor ao arrefecer que ao aquecer. Por ser uma substância estável na atmosfera, desempenha um papel importante como absorvente da radiação infravermelha, crucial na atenuação do efeito estufa da atmosfera. A água também possui um calor específico peculiarmente alto (75,327 J mol-1 K-1 a 25 °C), que desempenha um importante papel na regulação do clima global.

A água dissolve vários tipos de substâncias polares e iônicas, como sais e açúcares, facilitando as interações químicas entre as diferentes substâncias fora e dentro dos organismos vivos, principalmente nos de metabolismo complexo.

Apesar disso, algumas substâncias não se misturam bem com a água, entre elas os óleos, podendo ser classificadas como insolúveis e, em alguns casos, hidrofóbicas. As membranas celulares, compostas por lipídios e proteínas, levam vantagem das propriedades hidrofóbicas para controlar as interações entre os seus conteúdos e o meio externo.

A água é um composto polar pois os elétrons deslocam-se para perto do oxigênio (devido a sua alta eletronegatividade), portando o próton de hidrogênio (pouco eletronegativo) fica exposto. Exposição de cargas negativas perto do oxigênio e positivas perto do hidrogênio, fazendo assim a criação de polos. E devido ao somatório de suas cargas, a água é considerada polar sem carga, apesar de apresentar a distribuição de cargas igual.

Fases

A água pode ser encontrada na natureza sob a forma sólida, líquida e gasosa (vapor de água). Este último, pode ser encontrado na atmosfera, proveniente da evaporação de mares, rios e lagos.

A água pode mudar de estado físico como, por exemplo, ir do estado sólido para o estado líquido. Um exemplo disso é quando deixamos o gelo (estado sólido da água) fora da geladeira e ele derrete passando a líquido.

A mudança de estado sólido para líquido recebe o nome de fusão, enquanto que a do estado líquido para o sólido de solidificação. Do estado líquido para a forma vapor, temos o fenômeno de vaporização e, da forma de vapor para a líquida, de condensação ou liquefação. A evaporação da água no seu ciclo natural ocorre à temperatura ambiente e é lenta. O ponto de ebulição da água está relacionado à pressão atmosférica.

As pontes de hidrogênio, presentes nas moléculas de água (em todas as suas fases), afastam as moléculas umas das outras. Porém na fase líquida se não fosse essa característica não seria possível a vida em águas de temperaturas muito baixas, a água iria se congelando de baixo para cima (pois seria mais densa do que é) fazendo a capa de gelo no fundo do lago/oceano/rio e toda a água se congelaria,matando os seres que ali moram.

Distribuição de água na natureza

Água no universo

Grande parte da água do universo pode ser um subproduto de formação estelar. O nascimento das estrelas é acompanhado por um forte vento de gás e poeira. Quando esse fluxo de material impacta o gás circundante, as ondas de choque que são criadas comprimem e aquecem o gás, produzindo água.

A água tem sido detectada em nebulosas na nossa galáxia, a Via Láctea. Provavelmente existe água em abundância em outras galáxias porque os seus elementos, hidrogênio e oxigênio, estão entre os mais abundantes no universo. Por vezes, nuvens interestelares condensam em nébulas solares e sistema solares como o nosso.

Distribuição na Terra

A água cobre 71% da superfície da Terra, os oceanos contêm 97,2% da água da Terra. A camada de gelo da Antártida, que contém 90% de toda água doce da Terra, é visível na parte inferior. A água condensada na atmosfera pode ser observada como nuvens, contribuindo para o albedo da Terra.

A hidrologia é o estudo do movimento, distribuição e qualidade da água em toda a Terra. O estudo da distribuição de água é a hidrografia. O estudo da distribuição e circulação de águas subterrâneas é hidrogeologia, das geleiras é glaciologia, das águas interiores é limnologia e da distribuição dos oceanos é a oceanografia. A ecohidrologia é o estudo dos processos ecológicos relacionados com hidrologia.

O coletivo de massa de água encontrado sobre e abaixo da superfície de um planeta é chamado de hidrosfera. O volume aproximado de água na Terra é de 1 360 000 000 km³.19

A água subterrânea e doce são úteis ou potencialmente úteis para os seres humanos como recursos hídricos.

A água líquida é encontrada em corpos de água, como oceanos, mares, lagos, rios, riachos, canais, lagoas ou poças. A maioria da água na Terra é do mar. A água também está presente na atmosfera no estado sólido, líquido e gasoso. Também existem águas subterrâneas nos aquíferos.

A água é importante em muitos processos geológicos. As águas subterrâneas são onipresentes nas rochas e a pressão da água subterrânea afeta os padrões de falhas geológicas. A água no manto é responsável pela fusão que produz vulcões em zonas de subducção. Na superfície da Terra, a água é importante em ambos os processos químicos e físicos de meteorização. A água, tanto no estado líquido, como, em menor escala, no estado sólido (gelo), é também responsável pelo transporte de uma grande quantidade de sedimentos que ocorre na superfície da terra. A deposição de sedimentos transportados formam muitos tipos de rochas sedimentares, que compõem o registro geológico da história da Terra.

Ciclo hidrológico

O ciclo da água, conhecido cientificamente como o ciclo hidrológico, refere-se à troca contínua de água na hidrosfera, entre a atmosfera, a água do solo, águas superficiais, subterrâneas e das plantas. A água se move perpetuamente através de cada uma destas regiões no ciclo da água constituíndo os seguintes processos de transferência:

  • Evaporação dos oceanos e outros corpos de água no ar e transpiração das      plantas terrestres e animais para o ar.
  • Precipitação, pela condensação do vapor de água do ar, que cai na terra ou no mar.
  • Escoamento da terra geralmente atingem o mar.

A maior parte do vapor de água sobre os oceanos retorna aos oceanos, mas os ventos transportam o vapor de água para a terra com a mesma taxa de escoamento para o mar, a cerca de 36 t por ano. Sobre a terra, a evaporação e transpiração contribuem com outros 71 t de água por ano. A chuva, com uma taxa de 107 t por ano sobre a terra, tem várias formas: mais comumente chuva, neve e granizo, com alguma contribuição em nevoeiros e orvalho. A água condensada no ar também podem refratar a luz solar para produzir um arco-íris.

O escoamento das águas, muitas vezes recolhe mais de bacias hidrográficas que correm para os rios. Um modelo matemático utilizado para simular o fluxo de um rio ou córrego e calcular os parâmetros de qualidade da água é o modelo de transporte hidrológico. Parte da água é desviada para irrigação. Rios e mares são importantes para viagens e para o comércio. Através da erosão, o escoamento molda o ambiente criando vales e deltas fluviais que fornecem um solo rico para o estabelecimento de centros de população. Uma inundação ocorre quando uma área de terra, geralmente de baixa altitude, é coberta com água; acontece quando um rio transborda das suas margens ou o mar invade a costa. A seca é um período de meses ou anos durante o qual uma região registra uma deficiência no seu abastecimento de água. Isto ocorre quando precipitação de uma região recebe níveis sistematicamente abaixo da média.

Água e os seres vivos

A hidrosfera, o conjunto de locais onde a água fica na Terra, permite a existência de vida e influi no equilíbrio do ecossistema.

Todas as formas conhecidas de vida precisam de água. Os humanos consomem "água de beber" (água potável, ou seja, água compatível com as características de nosso corpo).

No corpo humano a água é o principal constituinte (entre 70% a 75%) e sua quantidade depende de vários fatores estabelecidos durante a vida do indivíduo, entre eles a idade, o sexo, a massa muscular, o aumento ou perda de peso, o tecido adiposo, e até mesmo a gravidez ou lactação. A água é um componente essencial para o bom funcionamento geral do organismo, ajudando em algumas funções vitais, tais como o controle de temperatura do corpo, por exemplo.

Água na religião

A ablução hindu, tal como praticada no estado de Tamil Nadu.

A água é considerada como purificadora na maioria das religiões, incluindo o Hinduísmo, Cristianismo, Judaísmo, Islamismo, Xintoísmo e Wicca. O exemplo do batismo nas igrejas cristãs é praticado com água, simbolizando o nascimento de um novo ser, purificado com remissão dos pecados. Verifica-se que, nas mitologias politeístas, os deuses vinculados à água — Yemanjá, Vishnu, Enki e Poseidon (Netuno), para citar alguns exemplos —, em regra, possuem mais seguidores, gozam de maior prestígio ou ocupam graduação mais elevada em relação às demais divindades representantes de outros fenômenos naturais.

Seguindo um princípio semelhante, em outras religiões, incluindo o Judaísmo e o Islamismo, é ministrado aos mortos um banho de água purificada, simbolizando a passagem para a nova vida espiritual eterna. Ainda no Islão, os fiéis apenas podem praticar as cinco orações diárias após a lavagem do corpo com água limpa, no ritual de ablução denominado abdesto (ou wudu). No Xintoísmo e na Wicca, a água é usada em quase todos os rituais de limpeza dos praticantes. Na Nova Versão Internacional da Bíblia, o termo "água" é mencionado 442 vezes.

Na mitologia Celta, Sulis é a deusa das nascentes termais. No Hinduísmo, o rio Ganges é personificado como uma deusa, enquanto que Sarasvati é referida como a deusa dos Vedas. A água é também um dos tatvas (cinco elementos básicos da natureza segundo o Hinduísmo, onde se incluem o fogo, a terra, o akasha e o ar). Em outras tradições, deuses e deusas são mencionados como patronos locais de nascentes, rios ou lagos, como no exemplo da mitologia grega e romana, onde Peneus era o deus do rio. Na religião Wicca a água é tida como um dos símbolos da Grande-Deusa, assim como o cálice e o caldeirão.

Água e filosofia

O antigo filósofo grego Empédocles, defendia que a água era um dos quatro elementos da natureza básicos, em conjunto com o fogo, terra e ar, sendo respeitada como a substância básica do Universo, denominada ylem. Nas antigas tradições chinesas, a água era um dos cinco elementos, em conjunto com a terra, o fogo, a madeira e o metal. Nas religiões neopagãs, como é o caso da Wicca, também existe a crença na existência de cinco elementos constituintes do Universo, sendo eles: o fogo, o ar, a água e a terra e o akasha(a manifestação da energia divina).

Poluição e contaminação

A poluição da água prejudica o seu uso, podendo atingir o homem de forma direta, pois ela é usada por este para ser bebida, higiene pessoal, lavagem de roupas e utensílios e, principalmente, para sua alimentação e dos animais domésticos. Além disso, abastece nossas cidades, sendo também utilizada nas indústrias e na irrigação agrícola. Por isso, a água deve ter aspecto limpo, pureza de gosto e estar isenta de micro-organismos patogênicos, o que é conseguido através do seu tratamento, desde da recolha nos rios até à chegada nas residências urbanas ou rurais. A água é considerada de boa qualidade quando apresenta menos de mil coliformes fecais e menos de dez micro-organismos patogênicos por litro (como aqueles causadores de verminoses, cólera, esquistossomose, febre tifoide, hepatite, leptospirose, poliomielite). Portanto, para a água se manter nessas condições, deve evitar-se sua contaminação por resíduos, sejam eles agrícolas (de natureza química ou orgânica), esgotos, resíduos industriais ou sedimentos provenientes da erosão.

Sobre a contaminação agrícola há a considerar os resíduos do uso de agrotóxicos (comum na agropecuária), que provêm de uma prática muitas vezes desnecessária ou intensiva nos campos, que envia grandes quantidades de substâncias tóxicas para os rios através das chuvas, o mesmo ocorrendo com a eliminação do esterco de animais criados em pastagens. No primeiro caso, há o uso de adubos, muitas vezes exagerado, que acabam por ser carregados pelas chuvas aos rios, acarretando o aumento de nutrientes nestes pontos; isso propicia a ocorrência de uma explosão de bactérias decompositoras que consomem oxigênio, contribuindo para diminuir a concentração do mesmo na água, produzindo sulfeto de hidrogênio, um gás de cheiro muito forte que é tóxico quando a concetração é elevada. Isso também afeta as formas superiores de vida animal e vegetal, que utilizam o oxigênio na respiração, além das bactérias aeróbicas, que são impedidas de decompor a matéria orgânica sem deixar odores nocivos através do consumo de oxigênio.

Os resíduos gerados pelas indústrias, cidades e atividades agrícolas podem ser sólidos ou líquidos, tendo um potencial de poluição muito grande. As impurezas geradas pelas cidades, como resíduos, entulhos e produtos tóxicos são carregados para os rios com a ajuda das chuvas. Os resíduos líquidos podem carregar poluentes orgânicos que, em pequena quantidade, são mais fáceis de ser controlados do que os inorgânicos. As indústrias produzem grande quantidade de resíduos em seus processos, sendo uma parte retida pelas instalações de tratamento da própria indústria, que retêm tanto resíduos sólidos quanto líquidos, e a outra parte despejada no ambiente. No processo de tratamento dos resíduos também é produzido outro resíduo chamado chorume, um líquido que requer segundo tratamento e controle. As cidades podem ser ainda poluídas pelas enxurradas, pelo resíduos e pelo esgoto.

A poluição das águas pode aparecer de vários modos, incluindo a poluição térmica (descarga de efluentes as altas temperaturas), poluição física (descarga de material em suspensão), poluição biológica (descarga de bactérias patogênicas e vírus), e poluição química, que pode ocorrer por deficiência de oxigênio, toxidez e também eutrofização.

A eutrofização é causada por alguns processos de decomposição que fazem aumentar o conteúdo de nutrientes, aumentando a produtividade biológica, permitindo proliferações periódicas de algas, que tornam a água turva e com isso podem causar deficiência de oxigênio pelo seu apodrecimento, aumentando sua toxicidade para os organismos que nela vivem (como os peixes, que aparecem mortos junto a espumas tóxicas).

A poluição de águas nos países ricos é resultado da forma como a sociedade consumista está organizada para produzir e desfrutar de sua riqueza, progresso material e bem-estar. Já nos países pobres, a poluição é resultado da pobreza e da ausência de educação de seus habitantes, que, assim, não têm base para exigir os seus direitos de cidadãos, o que só tende a prejudicá-los, pois esta omissão na reivindicação de seus direitos leva à impunidade às indústrias, que poluem cada vez mais, e aos governantes, que também se aproveitam da ausência da educação do povo e, em geral, fecham os olhos para a questão, como se tal poluição não atingisse também a eles. A Educação Ambiental vem justamente resgatar a cidadania para que o povo tome consciência da necessidade da preservação do meio ambiente, que influi diretamente na manutenção da sua qualidade de vida.

Quanto maior é a qualidade da água de um rio, ou seja, quanto mais esforços forem feitos no sentido de que ela seja preservada (tendo como instrumento principal de conscientização da população a Educação Ambiental), melhor e mais barato será o tratamento desta e, com isso, a população só terá a ganhar. Novas técnicas vem sendo desenvolvidas para permitir a reutilização da água no abastecimento público.

A água da distribuição pública em países desenvolvidos é tratada, sendo por isso normalmente muito boa para consumo e até mais controlada que a água engarrafada, sendo uma fonte mais ecológica e muito mais barata. Por vezes nalguns países a própria água engarrafada provém da torneira, sendo apenas filtrada. No entanto, normalmente nalguns países com problemas de poluíção ou sem fácil acesso a água potável, pode suceder ser contaminada por substâncias químicas tóxicas ou por microorganismos prejudiciais à saúde pública. Mesmo algumas substâncias, consideradas indispensáveis ao consumo, podem ser tóxicas se a sua concentração for excessiva, como é o caso do flúor, que pode causar a fluorose. Pode ocorrer excesso de concentração cloro, flúor ou outras substâncias utilizadas no tratamento. No entanto, devido às baixas dosagens utilizadas no tratamento e ao controle do processo de tratamento esse tipo de ocorrência tende a ser pequeno.

As formas mais comuns de contaminação decorrem da presença de poluentes ou de microorganismos despejados nos mananciais. Esse tipo de contaminação é mais frequente em localidades que não possuem tratamento de água, mas em alguns casos, podem ocorrer mesmo em água tratada, devido a falhas no processo de abastecimento ou pela presença de poluentes que não possam ser removidos pelo processo de tratamento normal.

Em muitos casos os contaminantes podem estar presentes mesmo em águas minerais engarrafadas — as fontes de água mineral podem encontrar-se em regiões sujeitas à presença de poluentes que se infiltram no lençol freático e, mesmo após a filtração das rochas, podem ainda estar presentes no ponto de coleta.

Entre os contaminantes, podem ser encontradas bactérias, protozoárioss e fungos patogênicos, toxinas produzidas por algas ou por decomposição de animais ou resíduos (chorume) como os nitratos. Além disso, toda a espécie de compostos químicos que são agressivos à vida, decorrentes de despejos industriais, podem ocorrer, tais como fenóis, compostos clorados utilizado na indústria papeleira, hidrocarbonetos presentes em solventes e tintas e muitos outros. Enfim também podem ser encontrados Metais pesados dissolvidos na água, formando íons como crômio(VI), que são altamente cancerígenos e compostos de chumbo e de mercúrio, que podem provocar diversos tipos de doenças.

Embalagens de plástico

O plástico tem como matéria-prima o petróleo e o gás natural, dois recursos não renováveis. Para além disso, são usadas mais de 1,5 milhões de toneladas de plástico só para fabricar garrafas de água.

O plástico liberta algumas toxinas e, contrariamente ao que muitos pensam, algumas substâncias podem ser mais difíceis de controlar na garrafa do que na torneira, uma vez que estas se armazenam durante períodos mais longos e a temperaturas mais altas, aumentando até níveis tóxicos a concentração de microorganismos que em pequenas concentrações não são prejudiciais à saúde.

Quando as garrafas de plástico não são recicladas, podem ir para aterros sanitários. O mundo está cheio de aterros sanitários e, como as garrafas de plástico se decompõem a uma velocidade muito baixa, permanecerão nos aterros por muitas centenas de anos. Atualmente o processo de reciclagem de resíduos movimenta uma grande indústria, evitando que este problema se acentue. Há, no entanto, deposição de garrafas de água em zonas mais inacessíveis à sociedade ocidental, o que se revela um problema de poluição grave.

Transporte e o problema ambiental

Um quarto da água engarrafada em todo o mundo é consumida fora do país de origem. O seu transporte é geralmente feito por caminhões e veículos de combustão interna através de rodovias. Esse tipo de transporte agrava o problema das emissões de dióxido de carbono. Os gases emitidos encontram-se entre as causas do aquecimento global e do efeito estufa. Ainda assim, cerca de 75% da água produzida é consumida à escala regional, limitando essas emissões nocivas.

Apesar do plástico ser um elemento reciclável, tanto a sua produção como até mesmo a sua reciclagem são poluentes, provocando danos no ambiente e sendo preferível evitar a sua utilização, exceto em situações necessárias, isto é, zonas sem água potável.


Potencial hídrico

  

O potencial hídrico reflete o estado termodinâmico da água, ou seja, a energia livre que as moléculas de água possuem para realizar trabalho.

1.4. O CONCEITO DE POTENCIAL HÍDRICO:

1.4.1. DEFINIÇÃO:

A atividade bioquímica do protoplasma é mais inflenciada pelo estado termodinâmico da água que pela quantidade total de água que contém. O estado termodinâmico da água numa célula vegetal pode ser comparado com o potencial químico da água pura e a diferença expressa em termos de energia potencial.

Uma maneira prática de conhecermos o estado hídrico duma planta é através da medição do seu potencial hídrico (representado pela letra grega psi - Y), que é o trabalho necessário para elevar a água ligada ao nível potencial da água pura (Larcher, 1995).

A água se move espontaneamente de uma zona de potencial químico mais elevado para uma zona de potencial químico mais baixo. À medida que a água se move ao longo do gradiente do seu potencial químico, liberta energia livre, de modo que este fluxo tem a capacidade de realizar trabalho.

O potencial químico tem unidades de energia (J mol-1). No entanto, em fisiologia vegetal, é habitual exprimir o estado hídrico em termos de potencial hídrico (Y) utilizando unidades de pressão. Isto pode ser obtido dividindo o potencial químico pelo volume parcial molal da água ( = 18.05 x 10-6 m3 mol-1 a 20 ºC), e usando a seguinte definição de potencial hídrico:

em que, mwo é o potencial químico da água num estado de referência que consiste em água pura e livre à mesma temperatura, à pressão atmosférica, e a uma altura de referência (Jones, 1992). Como consequência desta definição o potencial hídrico (Y) é zero quando a água está disponível em grandes quantidades, diminuindo para valores negativos quando a água se torna mais escassa. Assim, pelo menos em sistemas vegetais, valores mais “elevados” de potencial hídrico, são geralmente menos negativos (Jones, 1992). Disto resulta que a água nos sistemas vegetais desloca-se sempre de potenciais hídricos menos negativos para os mais negativos.

Durante muitos anos o bar foi usado como unidade de potencial hídrico, no entanto, a unidade apropriada do S.I. é o Pascal (1 Pa = 1 N m-2 = 10-5 bar), e o potencial hídrico é normalmente expresso em MPa (1 MPa = 10 bar).

1.4.2. OS COMPONENTES DO POTENCIAL HÍDRICO:

O potencial hídrico total pode ser repartido em vários componentes. Destes, um ou mais podem ser relevantes para um dado sistema:


em que, Yp, Yp, Ym e Yg são os componentes devidos, respectivamente às forças osmóticas, de pressão, mátricas e gravitacionais.

O termo Yp, pode também ser representado por Ys, e é chamado potencial osmótico ou potencial de solutos. Este termo representa o efeito que a existência de solutos tem no potencial hídrico do sistema em consideração. Os solutos reduzem a energia livre da água no sistema, uma vez que a diluem. Este efeito é primariamente um efeito de entropia, isto é, a mistura de solutos e água aumenta a desordem do sistema. Este efeito de entropia da dissolução de solutos pode ser revelado em vários efeitos físicos conhecidos como propriedades coligativas. Estas propriedades têm este nome porque actuam em conjunto. Elas dependem do número de partículas e não da natureza do soluto. Assim, a presença de solutos reduz a pressão de vapor duma solução, aumenta o seu ponto de ebulição e baixa o seu ponto de congelação (Taiz & Zeiger, 1998).

Em muitos casos, em vez de potencial osmótico, que é negativo, muitos autores preferem o termo pressão osmótica (P = -Yp). Pode demonstrar-se que o potencial osmótico está relacionado com a fracção molar da água (xw) ou com a sua actividade (aw), da seguinte forma (Jones, 1992):


em que, gw é um coeficiente de actividade que mede o afastamento do comportamento ideal duma solução, Â é a constante dos gases perfeitos (8.314 m3 Pa mol-1­ K-1), e T é a temperatura em graus kelvin (K). À medida que a concentração em solutos aumenta, xw e Yp diminuem. Ainda que gw seja igual a 1 em soluções muito diluídas, a maioria dos sistemas vegetais mostra um desvio deste comportamento ideal. Uma aproximação muito útil da equação anterior, e que é razoavelmente correcta para muitas soluções biológicas, é a relação de van´t Hoff (Jones, 1992):


em que, cs é a concentração de solutos expressa em mol m-3 de solvente. Muitas plantas têm um potêncial osmótico (Yp) na ordem de - 1 Mpa (P = 1 Mpa). Usando a equação anterior, substituindo o valor ÂT a 20 ºC (8.314 m3 Pa mol-1 K-1 x 293 K = 2436 m3 Pa mol-1), teremos cs = Yp / -ÂT = (-106 Pa) / (-2436 m-3 Pa mol-1) = 4.105 x 10-4 x 106 mol m-3 » 411 mol m-3 , ou mais correctamente 411 osmol m-3. (NOTA: Um osmole é análogo a um mole, uma vez que contém o número de Avogadro de partículas osmoticamente activas, por exemplo: um mol de NaCl tem 2 osmol).

O termo Yp, representa a pressão hidrostática da solução ou potencial de pressão. Pressões positivas elevam o potencial hídrico e as negativas reduzem-no. A pressão hidrostática positiva no interior das células pode ser referida como pressão de turgescência (P) ou turgidez. O valor de Yp pode ser negativo, por exemplo no xilema, ou entre as paredes das células onde se podem desenvolver forças de tensão ou pressão hidrostática negativa (Taiz & Zeiger, 1998).

A pressão hidrostática é medida como desvio à pressão ambiente. Como a água no estado de referência está à pressão ambiente, então por definição Yp = 0 MPa para água no estado padrão. Assim, o valor de Yp de água pura num copo é = 0 MPa, ainda que o valor da sua pressão absoluta seja 1 atmosfera (» 0,1 MPa). A água sujeita a um vacúo perfeito tem um Yp = -0,1 MPa, mas o valor da sua pressão absoluta é de 0 MPa. Consequentemente é importante ter sempre presente a diferença entre o Yp e a pressão absoluta (Taiz & Zeiger, 1998).

O termo Ym é designado por potencial mátrico (Ym), é semelhante a Yp, ex-cepto que a redução de aw resulta de forças existentes à superfície de sólidos. Este componente pode ser muito importante quando se estuda o potencial hídrico de solos, sementes, paredes celulares, etc. A distinção entre Ym e Yp é até certo ponto arbitrária uma vez que é difícil decidir se as partículas são solutos ou sólidos, de forma que Ym é muitas vezes incluido em Yp (Jones, 1992).

A componente gravitacional, potencial gravitacional (Yg), resulta de diferenças na energia potencial devidas a uma diferença na altura do nível de referência, sendo positivo se o nível estiver acima do nível de referência, e negativo se estiver abaixo:

em que, rw é a densidade da água e h é a altura acima do nível de referência. Ainda que frequentemente negligenciado em sistemas vegetais, o Yg aumenta 0.01 Mpa m-1 acima da altura do solo, e por isso deveria ser incluido sempre que se estudam árvores altas (Jones, 1992).

1.4.3. AS RELAÇÕES HÍDRICAS DAS CÉLULAS VEGETAIS:

As células vegetais funcionam como osmómetros com um compartimento interno, o protoplasto, envolto pela membrana plasmática semipermeável, isto é, permeável à água e impermeável aos solutos. O grau de semipermeabilidade duma membrana a qualquer soluto é dada pelo coeficiente de reflecção (s), que varia entre 0 para uma membrana completamente permeável, a 1 para uma membrana perfeitamente semipermeável. Uma vez que a água permeia facilmente a membrana plasmática, o potencial hídrico dentro das células equilibra-se com o ambiente circundante dentro de segundos, ainda que seja preciso mais tempo para todas as células num tecido se equilibrarem com uma solução exterior (Jones, 1992).

Outra característica importante das células vegetais é que estão encaixadas numa parede celular relativamente rígida que resiste à expansão, permitindo, assim, que se gere uma pressão hidrostática interna. Os componentes do potencial hídrico que são relevantes numa célula vegetal são os potenciais osmótico e de pressão (Jones, 1992):

ou A diferença de pressão entre o interior e o exterior da parede duma célula é vulgarmente chamada pressão de turgescência (P). Para um dado conteúdo celular em solutos a pressão de turgescência diminui à medida que o potencial hídrico da célula diminui (fica mais negativo). O potencial hídrico da maior parte das espécies vegetais situa-se entre os -0.5 e os -3.0 Mpa.

As relações hídricas das células vegetais (e tecidos) podem ser convenientemente descritos pelo diagrama de Hofler - Thoday (figura 6) que mostra a interdependência do volume celular, de Y, de Yp e de Yp, à medida que a célula perde água. Numa célula completamente túrgida (turgidez máxima) Y = 0, de modo que Yp = Yp. Neste ponto do gráfico, o conteúdo hídrico da célula ou tecido, expresso como fracção do conteúdo hídrico máximo, isto é, em turgidez máxima, tem de ser 1. A esta fracção dá-se o nome de conteúdo hídrico relativo (q). À medida que que sai água da célula, o seu volume diminui, de modo que a pressão de turgescência, gerada devido à extensão elástica da parede celular, diminui quase linearmente com o volume da célula até ao ponto de turgescência zero (quando Yp = 0). Na maioria das plantas, mesmo que o conteúdo hídrico diminua mais, a pressão de turgescência mantém-se perto de 0. No entanto, há dados que parecem indicar que se que se desenvolvem pressões negativas em certas células rígidas, tais como os ascósporos de Sordaria sp. À medida que o volume diminui, o potencial osmótico diminui curvilineamente, como é de esperar da relação de van´t Hoff que mostra que -Yp está inversamente relacionado com o volume (Jones, 1992).

O emurchecimento das folhas é geralmente observável quando se atinge o ponto de turgescência zero. A este ponto dá-se o nome de plasmólise incipiente devido à observação que quando se colocam tecidos em soluções de potencial hídrico mais negativoas células ficam plasmolisadas, isto é, a membrana das células separa-se da parede celular causando danos possivelmente irreparáveis. No entanto, em tecidos em situação normal na parte aérea não deve ocorrer plasmólise devido às forças capilares da interface ar-água nos microcapilares das paredes das células que evitam que eles fiquem secos, de forma que toda a tensão é suportada pela parede e não pela membrana. Também não ocorre plasmólise sempre que os tecidos estejam submersos em soluções cujos solutos sejam demasiadamente grandes para penetrar nas paredes das células, porque tal como acontece com os tecidos da parte aérea, a tensão gerada é suportada pela parede e não pela membrana.

Uma característica importante na determinação das curvas da figura 6, é a elasticidade das paredes das células. Se a parede for muito rígida, o potencial hídrico e os seus componentes mudam com relativa rapidez para qualquer perda de água. A rigidez da parede pode ser descrita pelo módulo global da elasticidade da parede (eB), que pode ser definido pela equação (Jones, 1992):

ainda que alguns autores normalizem esta equação para Vo, o volume da célula quando túrgida, em vez de V. É importante notar que este módulo global de elasticidade é diferente do módulo da elasticidade do material que compõe a parede e depende, até certo ponto, da estrutura do tecido e da natureza das interacções entre células. Nas células vegetais eB pode apresentar valores entre 1 a 50 Mpa, indicando os valores mais altos paredes com pouca elasticidade ou tecidos com células pequenas. Os tecidos vegetais não são sólidos nem homogéneos e, quando são comprimidos perdem água pelo que não é surpreendente que eB mostre um comportamento não linear aumentando muitas vezes com o aumento da pressão de turgescência, duma forma aproximadamente hiperbólica a partir de valores próximos de zero - situação de zero de pressão de turgescência.

O diagrama de Hofler-Thoday é, de facto, mais apropriado para células isoladas, uma vez que as várias células num tecido apresentam dimensões diferentes e podem apresentar diferentes elasticidades e conteúdos em solutos, além de que num tecido há uma componente de pressão devida às células vizinhas. Assim, as propriedades hídricas dum tecido, ainda que possam ser representadas por este tipo de diagrama, são diferentes das células individuais que compõem o referido tecido.

Turgidez máxima

Potencial de pressão, Yp

(MPa)

Potencial osmótico,

Yp (Mpa)

ou

Potencial hídrico, Y

(MPa)

Plasmólise incipiente

Emurchecimento

As concentrações em solutos nas paredes das células e no xilema são geralmente muito baixas, diminuindo em menos de 0.1 Mpa o valor do potencial hídrico. Nos vasos condutores do xilema a componente principal é a pressão, que pode atingir valores muito negativos (por vezes abaixo de - 6.0 MPa em certas plantas do deserto sujeitas a forte deficit hídrico). No entanto, as paredes dos vasos do xilema são suficientemente rígidas para suportar tais tensões sem sofrerem grandes deformações.


 

 Desinfecção solar da água

 

Desinfecção solar da água ou SODIS (SOlar water DISinfection) é um método de desinfecção da água de baixo custo que utiliza o raios ultravioleta do sol e garrafas plásticas do tipo PET transparentes. Segundo trabalhos de pesquisa o método inativa as seguintes bactérias: Escherichia coli, Vibrio cholerae, Streptococcus faecalis, Pseudomonas aeruginosa, Shigella flexneri, Salmonella typhi, Salmonella enteritidis, Salmonella paratyphi e alguns vírus, tais como: bacteriófago f2, rotavírus, vírus da encefalomiocardite, e oocistos de Cryptosporidium SP.

Princípio

Foi demonstrado que a luz solar pode inativar alguns microorganismos causadores de diarreia em água não tratada. Três efeitos atribuidos à radiação contribuem para a inativação de microorganismos patogênicos:

  • UV-A - interfere diretamente com o metabolismo e destrói as estruturas      celulares das bactérias.
  • UV-A (320-400 nm) - reage com o oxigênio dissolvido na água e produz formas      altamente reativas de oxigênio (radicais livres de oxigênio e peróxidos de      hidrogênio), que acredita-se que causem danos aos patógenos.
  • A radiação infravermelha aquece a água. Se a temperatura da água sobe acima de 50 °C, o processo de desinfecção é três vezes      mais rápida.

 Umidade do solo

 

A umidade do solo  ou teor em água é definida como a massa da água contida em uma amostra de solo dividido pela massa de solo seco , sendo expressa em quilogramas de água por quilogramas de solo, ou, multiplicando-se por 100, tem-se em percentagem.

Para determinação do peso seco e da massa de água, o método tradicional é a secagem em estufa, na qual a amostra é mantida com temperatura entre 105 °C e 110 °C, até que apresente peso constante, o que significa que ela perdeu a sua água por evaporação.

O peso da água é determinado pela diferença entre o peso da amostra e o peso seco .

Desta forma temos:

No Brasil a determinação da umidade do solo é padronizada pela NBR 06457. Em Portugal segue-se a Norma Portuguesa NP 84:1965 (Ed. 1) – Solos. Determinação do teor em água.


Memória da água

 

Em homeopatia, a memória da água refere-se a capacidade desta de reter propriedades de substâncias que estiveram diluídas nela, mas não encontram-se mais ali. A teoria foi colocada pelo imunologista Jacques Benveniste na revista Nature em 1988. Este efeito é conseguido através da dinamização, onde as substâncias diluídas em água são agitadas vigorosamente (sucussão), através de técnica descrita em Farmacopeias e assim passam sua energia para a água.

Funcionamento

Diluir e fazer sucussão formam um análogo a hidratos de clatrato que podem multiplicar-se. Portanto formam-se estruturas chamadas de nano-cristaloides a partir de minerais, vegetais e animais diluidos na água ou álcool. Estes nano-cristaloides emitem sinais eletromagnéticos, que podem integir com as células de um organismo. Uma pequena molécula da tintura original fica retida dentro de uma estutura chamada de nano-bolha, formada pelas ligações de hidrogênio das moléculas da água. Os movimentos da sucussão fazem estas estruturas colidirem o que forma uma espécie de hiper-próton ou buraco branco onde não existe matéria, mas a capacidade de emitir radiação sim (Trítio tipo β).


 

Água pesada

 

Água pesada, também chamada de água deuterada, é o óxido de deutério de fórmula D2O ou ²H2O. É quimicamente semelhante à água normal, H2O, porém com átomos de hidrogênio mais pesados denominados deutérios,isotopos cujos núcleos atômicos contém um nêutron além do próton encontrado em todos os átomos de hidrogênio. Gilbert Newton Lewis isolou a primeira amostra de água pesada em 1933.

Em cada copo que você bebe, 0,001% daquela água é ²H2O (água pesada). Ou seja, numa garrafa de um litro (mil mililitros) existem 0,01 mL de água pesada.

Água semipesada, HDO, é aquela cuja unidade molecular contém um átomo de hidrogênio normal (sem nêutrons) com um átomo de deutério.

A água pesada e os neutrinos

A água pesada é utilizada na captura de neutrinos; para se capturar alguns poucos, utilizam-se câmaras subterrâneas (geralmente minas desativadas), lugares onde não se sofre a interferência de radiação, preenchidas por até 57 mil metros cúbicos desta água com abundância relativa de deutério. Muito ocasionalmente, um neutrino de passagem advindo do Sol colidirá com um dos núcleos atômicos da água, produzindo jatos de energia. Os cientistas contam os jatos e, assim, nos aproximam um pouco mais da compreensão das propriedades fundamentais da matéria.


Descoberto outro planeta habitável

além da Terra

 

Este é o primeiro planeta fora do sistema solar com água em estado líquido

"Há anos que estávamos à espera disto. É uma grande descoberta". As palavras entusiasmadas são do jovem astrofísico francês Xavier Bonfils, co-autor do estudo que identificou este novo planeta. Mas é aqui, no Observatório Astronómico de Lisboa, onde está, há um ano, a trabalhar com uma bolsa de pós-doutoramento, que ele as diz.

Quanto à descoberta, ela é mesmo um marco no estudo dos planetas extra-solares, ou exoplanetas, como lhes chamam os especialistas. É que este é o primeiro destes objectos que tem a distância certa em relação à sua estrela para ter uma temperatura semelhante à da Terra: entre zero e 40 graus Celsius. Ou seja, "tem a possibilidade de ter água em estado líquido à superfície", sublinha Bonfils, notando que essa é "uma condição essencial à vida, tal como a conhecemos". E nesta matéria, essa é, em última análise, a maior de todas as questões.

O novo mundo, que foi prosaicamente chamado Gliese 581c, orbita uma estrela chamada Gliese 581, uma entre a centena de estrelas mais próximas da Terra, que está localizada a cerca de 20,4 anos-luz daqui, na constelação da Balança.

A Gliese 581 tem um terço da massa do Sol e por isso entra na categoria das chamadas anãs vermelhas: estrelas fracas, por assim dizer, que são 50 vezes menos luminosas que as idênticas ao nosso Sol. Mas esta é justamente "uma característica que faz delas um bom alvo para procurar eventuais planetas" que vivam na sua órbita, sublinha Xavier Bonfils. E neste caso, os investigadores acertaram mesmo na mouche.


Água fora do sistema solar

 

Em 2011, um grupo de cientistas representantes de diversas instituições e nacionalidades encontraram, por meio de análise de imagens obtidas por telescópio, a presença de vapor d’água na atmosfera de um exoplaneta situado há cerca de 60 anos-luz da Terra. O termo exoplaneta refere-se a um planeta que está fora ao sistema solar.

Desde que as pesquisas a respeito de exoplanetas foram iniciadas, os cientistas já suspeitavam da existência de água nesses planetas. O estudo foi chefiado por Giovanna Tinetti, integrante da Agência Espacial Européia , e publicado na revista Nature. A pesquisa também teve a participação de estudiosos da Universidade de Harvard, EUA, e de países França, Taiwan e Reino Unido.

Por meio desse estudo, foi a primeira vez que se detectou vapor de água num exoplaneta em grande quantidade. As imagens foram recolhidas pelo telescópio espacial infravermelho Spitzer.

Além de vestígios de águas, há moléculas de água dominante na atmosfera. Esse exoplaneta é conhecido como HD 189733b, é um corpo que possui uma inclinação em sua órbita e brilha pouco perante sua estrela por transitar em frente à mesma.

Nesse estudo, os cientistas utilizaram uma técnica particular, realizaram suas observações quando o planeta transitava diante da estrela e não por meio de a ocultação do planeta por parte da estrela para estudar a emissão na região infra-vermelha do espectro. A diferença de tamanho que o planeta expõe ao telescópio corresponde a um grau de maior ou menor absorção por parte da molécula de água.

Tradicionalmente, a possibilidade de existência de vida inteligente e biológica fora do planeta Terra sempre esteve atrelada à existência de água em outros planetas, tendo como similaridade a existência de vida idêntica à humana. Em nosso sistema solar, apesar de Marte apresentar determinada quantidade de água congelada e em forma de vapor, não há a presença de vida, portanto, a existência de água num determinado planeta pode não significar a existência de vida.

Em Marte, a presença de água sólida e gasosa numa superfície 150 vezes menor do que na Terra, sugere que já houve vida biológica no planeta num passado remoto. O meteorito ALH84001 que veio de Marte, apresenta restos de minerais que os cientistas ainda não conseguiram identificar se seriam restos de nanobactérias, compostos orgânicos simples ou elementos da própria Terra que contaminaram o material encontrado.


 

Asteroide rico em água sugere

existência de exoplanetas habitáveis

 

Pela primeira vez na história, um grupo de cientistas descobriu os restos de um asteroide rico em água fora do sistema solar, o que sugere que a vida poderia ser possível em outros planetas.

Até então nunca havia sido possível detectar água e um corpo rochoso - "dois elementos-chave" para que um planeta seja habitável - fora do nosso sistema solar, informaram os autores do estudo publicado nesta quinta-feira pela revista Science.

Observações realizadas anteriormente sobre 12 exoplanetas destruídos cujos restos orbitavam ao redor de anãs brancas - estrelas no final da vida que esgotaram seu combustível nuclear - não haviam acusado a presença de água.

O estudo divulgado concentra-se nos restos de um asteroide que teve pelo menos 90 km de diâmetro, que estão em órbita com outros planetas ao redor de uma anã branca batizada GD 61, cerca de 170 anos-luz da Terra. Cada ano-luz equivale a 9,46 trilhões de quilômetros.

"Nesta etapa de sua existência, tudo o que fica do corpo rochoso é a poeira e os escombros ao redor da estrela moribunda", comentou Boris Gänsicke, um dos principais co-autores do estudo, professor do departamento de Física da Universidade de Warwick, no Reino Unido.

"Mas este cemitério planetário é uma grande fonte de informação", ressaltou Gänsicke. "Estes restos contêm evidências químicas que revelam a existência deste antigo asteroide rochoso rico em água", explicou.

Os astrônomos também detectaram entre os escombros magnésio, silício, ferro e oxigênio, ingredientes-chave das rochas.

Os planetas rochosos, como a Terra, se formam pela agregação de asteroides e "o fato de encontrar tanta água em um corpo celeste grande significa que os materiais que formam os planetas habitáveis existiram ou existem no sistema solar GD 61 e provavelmente em outros inúmeros sistemas semelhantes", afirmou Jay Farihi, astrofísico do Instituto de Astronomia de Cambridge e principal autor da descoberta.

O asteroide, que pode ter sido um planeta anão, se formou com 26% de água, proporção similar a do planeta anão Ceres, localizado em nosso sistema solar. Em comparação, a Terra é muito seca: a água representa apenas 0,02% de sua massa.

De acordo com os pesquisadores, a estrela do GD 61 esgotou seu combustível há 200 milhões de anos para se converter numa anã branca. Uma parte de seu sistema planetário sobreviveu, mas os asteroides e os planetas anões não resistiram.

Para esta pesquisa, os cientistas se basearam principalmente em observações feitas a partir de um espectrógrafo do telescópio espacial Hubble.


 

CLICK NA FOTO OU NO RESULTADO

DE IMAGEM E VEJA MUITO MAIS...

 

 

 

Resultado de imagem para imagens de agua-Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
1600 × 1064 - ultracurioso.com.br
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-
Resultado de imagem para imagens de agua-